Fim de subsídios a aposentados é a nova preocupação da PT


Depois de terem saído vitoriosos na disputa contra a proposta de compra hostil da Sonaecom, os executivos da Portugal Telecom enfrentam, agora, uma  queda de braços com a Anacom, a agência reguladora portuguesa. E a disputa se dá pelo subsídio aos aposentados. O governo decidiu cancelar os recursos orçamentários que eram repassados à operadora para …

Depois de terem saído vitoriosos na disputa contra a proposta de compra hostil da Sonaecom, os executivos da Portugal Telecom enfrentam, agora, uma  queda de braços com a Anacom, a agência reguladora portuguesa. E a disputa se dá pelo subsídio aos aposentados.

O governo decidiu cancelar os recursos orçamentários que eram repassados à operadora para subsidiar os aposentados e pensionistas portugueses, que pagavam 50% a menos na assinatura mensal da telefonia fixa, tinham descontos adicionais de 10% sobre o valor total da conta, além de créditos extras nas ligações. A Anacom quer que a operadora mantenha pelo menos o desconto de 50% da assinatura.

 Lá como cá, há um fundo de universalização que nunca foi usado e a PT reivindica que parte de seus recursos sejam direcionados para subsidiar esses assinantes. Embora a empresa insista em que a decisão de acabar com o subsídio foi do governo, ela irá manter as atuais tarifas para os aposentados até que consiga uma solução com a agência reguladora.

( Da Redação, com agência Lusa)

Anterior TV do Executivo vai custar R$ 100 milhões no primeiro ano
Próximos Investimento da Brasil Telecom crescerá 14% este ano