Figueiredo, ex-ministro de telecom, vai disputar a presidência da Câmara


encontro-provedores-regionais-nordeste-abertura-andre-figueiredo-02

O deputado André Figueiredo (PDT-CE), e ministro de Telecomunicações do segundo governo Dilma, anunciou oficialmente nesta terça-feira (17) sua candidatura à Presidência da Câmara, em eleição que será disputada no dia 2 de fevereiro.

Figueiredo disse que espera reunir os votos da oposição e dos deputados que não estão satisfeitos com a tramitação de projetos. Segundo ele, esse processo está muito ligado ao Poder Executivo. Para o deputado, é preciso construir uma independência em relação aos outros poderes, com a liberdade para que os parlamentares discutam e modifiquem as propostas, em maior sintonia com a população.

PUBLICIDADE

“Não é porque sou de um partido de oposição que serei um instrumento para barrar projetos do Poder Executivo, mas serei uma pessoa que provocará debates intensos sobre projetos importantes, fazendo com que a população se sinta partícipe, e que os parlamentares possam se empoderar no debate”, disse.

Entre as propostas estão ainda diminuir o número de comissões especiais, que, para Figueiredo, são criadas sem critério desde 2015. Essas comissões analisam o projeto uma única vez, sem que ele seja votado sucessivamente pelas comissões permanentes.(agência Câmara).

 

Anterior Grava: Viva o hoje, lembre-se de ontem e planeje “os dados” do amanhã!
Próximos EUA processam Qualcomm com lei antitruste e ações caem