Fiesp chama Anatel de incompetente


A Fiesp realizou nesta terça-feira (25) um evento sobre telecomunicações e não poupou críticas à Anatel, classificando a agência como incompetente. De acordo com o diretor da área de infraestrutura da federação das indústrias, Carlos Cavalcanti, a necessidade de paralisação de vendas de chips na telefonia móvel, é uma demonstração da falta de capacidade da agência de se antecipar aos problemas nas telecomunicações. 

“A paralisação das vendas só pode ser resultado da burocracia e da ineficiência da entidade reguladora”, declarou Cavalcanti. Segundo ele, a falta de eficiência da agência é resultado da não aplicação do total de recursos do Fistel para a fiscalização dos serviços de telecomunicações e do Funttel para ampliação das redes de telecomunicações. “Enquanto as operadoras estão pagando para o governo ter ágio, não está fazendo antena”, disse. 

 

Cezar Alvarez, secretário executivo do Munistério das Comunicações, rebateu as críticas ao dizer que o modelo de cobrança do Fistel tem uma inadequação histórica e que precisa ser repensado, lembrando que a aplicação da totalizadade dos recursos arrecadados em fiscalização não faz sentido. “Temos discutido nova aplicação do Fistel para além da fiscalização”.

Já Jarbas José Valente, conselheiro da Anatel,  afirmou que as declarações de Cavalcanti, da Fiesp, só podem ser fruto da “falta de conhecimento das iniciativas da agência”. 
  

Anterior Oi Rdio lança plano com contas compartilhadas por 3 pessoas
Próximos Certificação de small cells sairá ainda este ano