A festa de premiação do Anuário Tele.Síntese de Inovação


Foram 20 empresas premiadas em cinco categorias: operadoras, operadoras regionais, fornecedores de produtos, de software e serviços e desenvolvedores de apps e conteúdo. Também foi entregue o prêmio especial de tecnologia nacional

Foto: Robson Regato

O auditório lotado comprovou o sucesso do Prêmio e do Anuário Tele.Síntese de Inovação em Comunicações 2016. A cerimônia realizada ontem, 26, na Unibes Cultural (São Paulo – SP), reuniu empresários, gestores públicos e formadores de opinião do segmento de Tecnologia da Informação e Comunicações, que prestigiaram a entrega de troféus a 20 premiados, o lançamento da 5ª edição do Anuário e do Caderno Especial de Satélites.

A jornalista Miriam Aquino, diretora da Momento Editorial, responsável pelas iniciativas, ressaltou que a qualidade dos trabalhos projetos revelados pelo Prêmio e pelo anuário mostra que, “independente do tamanho da crise política e econômica que permeia o país, nós somos capazes de criar, de apresentar soluções para os problemas da nação, de atender demandas da sociedade brasileira”. Miriam alertou, no entanto, que o segmento de TI “tem uma longa pauta de reivindicações que passa ano, entra ano, sai ou entra governo, não encontra eco nos ouvidos surdos de qualquer matiz”. A carga tributária, exemplificou ela, aumentou de novo, de 2014 para 2015.

O secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Maximiliano Martinhão, representando o ministro Gilberto Kassab, lembrou que no setor de TI o Brasil é o 4º ou 5º mercado mundial. “As telecomunicações são fundamentais para desenvolver a economia do país”, avaliou, apontando o promissor cenário na área de satélites. “Vai chover satélite banda Ka”, opinou.

Também compuseram a mesa de abertura da cerimônia o diretor geral do NIC.br, braço executivo do Comitê Gestor da Internet, Demi Getschko; o presidente do Sindicato das Empresas de Satélite, Luiz Octavio Vasconcelos Prates e Helio Graciosa, representante da comissão julgadora do Prêmio.

Com a participação de 187 projetos de 128 empresas do ecossistema das comunicações, desde o segmento de infraestrutura até o de conteúdo, o Anuário traz uma análise do mercado setorial com foco na inovação, o perfil dos projetos premiados e o guia de todos os projetos inscritos: produtos, serviços e aplicativos considerados inovadores pelas empresas, dentro de uma série de critérios elencados pela publicação.
Os premiados

Confira, abaixo, os vencedores do Prêmio Tele.Síntese de Inovação em Comunicações deste ano

OPERADORAS DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES
1º Claro – Internet 4,5G
2º TIM/OI – Compartilhamento de rede de acesso LTE (2,5GHZ)
3º VIVO – Vivo Ads

OPERADORAS REGIONAIS
1º PRINT INFORMÁTICA – INFOVIA
2º CARAJAS NET – Fibra + IPTV
2º REDENILF – Fibra 100
3º KYATERA – Internet Patrocinada

FORNECEDORES DE SOFTWARE E SERVIÇOS
1º AMDOCS – Mobile Financial Services
2º TACIRA – Civis – Smart Tree
2º ENTERPLAY – Enterplay
3º EQUINIX – Equinix Cloud Exchange
3º PROMONLOGICALIS – Eugenio

FORNECEDORES DE PRODUTOS
1º PADTEC – Repetidor Óptico Submarino
1º QUALCOMM – CSRmesh
2º TROPICO – Vectura LTE Module
3º BRASIL SAT – Antenas VSat de Pequeno Porte

DESENVOLVEDORES DE APPS E CONTEÚDO
1º COBLI – Painel Website (www.cobli.co)
2º LEMONADE – Lemonade App
3º MONKE’N APPS – Partiu Entregas

TECNOLOGIA NACIONAL
PadTec

 

Galeira dos premiados

 

 

Anterior STJ determina bloqueio prévio de disque-sexo, tele-tarot ou qualquer serviço 0900
Próximos “Inovação atrai investimentos públicos e privados”, diz Martinhão