FCC vai investigar se operadoras americanas burlaram regras de universalização


Ajit Pai, novo presidente da FCC

A Federal Communications Commission, autarquia responsável por regular o setor de telecomunicações dos Estados Unidos, decidiu investigar as operadoras locais. A suspeita é que elas tenham omitido informações sobre a extensão de sua cobertura.

Segundo a FCC, as operadoras deveriam enviar informações sobre o alcance de seu sinal a para a agência produzir um mapa detalhado das áreas de sombra. Ajit Pai, presidente da FCC, afirma que uma análise minuciosa das informações prestadas indica “fortes violações” das regras de relatoria de cobertura.

Com as suspeitas, a autarquia suspendeu a distribuição de um fundo de universalização usado para ampliar a competição em locais com pouco ou nenhum sinal móvel. Mas não detalhou quais operadoras, nem quais tipos de violações, estariam envolvidas.

Há suspeita de que as grandes operadoras informem uma cobertura mais ampla do que a de fato oferecida a fim de impedir os concorrentes de receberem fundos para entrar em suas áreas de influência. Ao menos oito senadores  escreveram cartas a Pai afirmando que o mapa traçado pela agência trazia erros graves. A investigação não tem prazo para ser encerrada.

Anterior Operadoras do Japão fecham as portas para Huawei e ZTE
Próximos Claro quer leilão da frequência de 3,5 GHz para depois de 2021