FCC libera zero-rating. Ponto para a AT&T e Verizon


(Crédito: Shutterstock iQoncep)
(Crédito: Shutterstock iQoncep)

A agência reguladora de telecomunicações norte-americana, FCC, já com a maioria republicana, encerrou, na sexta-feira, o processo aberto na administração Obama contra o zero-rating. “A agência não vai se focar em negar aos americanos comunicação de dados gratuitas”, afirmou Ajit Pai, o novo presidente da FCC, ao encerrar a investigação aberta  pelo seu predecessor democrata, Tom Wheeler.

A investigação foi aberta na gestão Wheeler porque ele considerava prática anti-competitiva da AT&T e da Verizon por autorizarem os seus clientes de telefonia móvel a assistir seu próprios canais de TV paga sem o consumo dos pacote de dados, prática conhecida como “zero rating”.

Pai, que já foi advogado da Verizon, e está na FCC desde 2012, votou contra a política de neutralidade da rede aprovada pela agência em 2015. A FCC proibiu que os provedores de acesso a internet bloqueie, retarde ou discrimine qualquer conteúdo online. (com agências internacionais)

Anterior CPqD cria Comitê de Inovação
Próximos 97 empresas aderem a processo contra bloqueio de Trump a imigrantes