FCC estabelece data para fim dos serviços análogicos nos EUA


A Federal Communications Commission (FCC – órgão regulador das telecomunicações dos EUA) negou o pedido de prorrogação por mais dois anos da obrigatoriedade das operadoras de celulares proverem serviços para assinantes cujos equipamentos são compatíveis com o padrão AMPS (Advanced Mobile Phone Service), isto é, o celular analógico. O pedido negado foi feito pelas indústrias …

A Federal Communications Commission (FCC – órgão regulador das telecomunicações dos EUA) negou o pedido de prorrogação por mais dois anos da obrigatoriedade das operadoras de celulares proverem serviços para assinantes cujos equipamentos são compatíveis com o padrão AMPS (Advanced Mobile Phone Service), isto é, o celular analógico. O pedido negado foi feito pelas indústrias de alarmes e segurança, e o órgão estabeleceu a data de 18 de fevereiro de 2008, após a qual as operadoras podem, mas não mais serão obrigadas, a oferecer serviços analógicos.

De acordo com a FCC, sua decisão, de 2002, que estabeleceu o prazo de cinco anos de manutenção da obrigatoriedade “atingiu seu objetivo de facilitar a migração dos usuários de celulares analógicos para os terminais digitais.” A agência também concluiu que as indústrias de alarmes “tiveram tempo e equipamentos suficientes para repor todos os rádio-alarmes analógicos” que eram usados como meio de comunicação até a data de encerramento da obrigatoriedade, e uma prorrogação desta após 18 de fevereiro de 2008 “não serviria ao interesse público.”

A FCC deliberou que, antes de descontinuar os serviços analógicos, as operadoras devem notificar, em intervalos específicos, todos os seus usuários exclusivos de serviços analógicos de sua intenção de descontinuar esses serviços. O órgão também providenciou um “forte incentivo” às operadoras para garantir que o descontinuamento não resulte em qualquer perda de cobertura na área de serviço, além de iniciar uma campanha pública de esclarecimento. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Lei que estimula inovação tecnológica empresa/universidade foi sancionada
Próximos Sercomtel inicia processo de conversão pulso-minuto