Estados Unidos terão comitê para a universalização da banda larga


Ajit Pai, novo presidente da FCC
Ajit Pai, novo presidente da FCC

O novo presidente da FCC, autarquia que regula o setor de telecomunicações nos Estados Unidos, decidiu hoje, 31, criar um comitê que deverá propor formas de universalizar a banda larga no país. Para conseguir o feito, Ajit Pai pretende reduzir a quantidade de normas que provedores de acesso devem obedecer para poder operar.

“É imperativo que retiremos barreiras regulatórias para a implementação de acessos de alta velocidade à internet”, disse nesta tarde, durante a primeira reunião de conselheiros da FCC que presidiu. Pai foi nomeado presidente do órgão na última semana, por Donald Trump.

O comitê terá de trazer sugestões sobre como popularizar a banda larga, recomendando diretrizes, suspensão de regulamentos, formas de encorajar governos estaduais e municipais a flexibilizar leis regionais. Vai redigir também um modelo legal que poderá ser replicado pelos municípios interessados. Os integrantes do comitê ainda não foram escolhidos. Serão selecionados entre representantes de consumidores, comunidades, indústria e governo.

Havia nos Estados Unidos 100,8 milhões de acessos em banda larga fixa à internet em uso, conforme dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT), no final de 2015. Equivale a uma densidade de 31 acessos para cada 100 habitantes. O país tinha 74,45% da população conectada à internet, por acesso fixo ou celular. No Brasil, 59% das pessoas estavam online, com 24,9 milhões de acessos à banda larga fixa (densidade de 12,25 por 100 habitantes), em 2015, com pequeno avanço em 2016.

Anterior Teles confirmam o depósito de R$ 2,6 bilhões para a TV digital
Próximos MP que mudou a EBC perde validade no dia 9