Faturamento da Azure, nuvem da Microsoft, cresce 89% no trimestre


Satya Nadella, CEO da Microsoft (Foto: divulgação)

A Microsoft divulgou hoje, 19, os resultados financeiros para o trimestre encerrado em junho. O período equivale ao quarto trimestre do ano fiscal da companhia. E mostra grande avanço da empresa no segmento de nuvem em função do sucesso da plataforma Azure, cuja receita cresceu 89% no período. Com isso, a companhia já fatura quase o mesmo com nuvem quanto com softwares de produtividade, ERP, CRM e Linkedin (seu segmento de produtividade e processos de negócio).

Ao todo, a Microsoft faturou US$ 30,08 bilhões no seu quarto trimestre fiscal, um avanço de 17%. O lucro líquido aumentou 10%, para US$ 8,7 bilhões.

A companhia teve receitas de US$ 9,66 bilhões no segmento de produtividade. Em nuvem, a receita foi de US$ 9,60 bilhões. Mas o principal mercado continua a ser o que reúne Windows, Surface e XBox, formando a unidade More Personal Computing. Juntos, representaram receita de US$ 10,8 bilhões. Em todas as unidades de negócio, as cifras evoluíram mais de 10% em relação ao quarto trimestre fiscal anterior.

Já nos doze meses do ano fiscal encerrado, a empresa teve receitas de US$ 110,36 bilhões, um crescimento de 14%. Enquanto o lucro líquido caiu 35%, para US$ 30,2 bilhões. A queda não se deve ao desempenho, mas ao pagamento de impostos na repatriação de capital em busca de benefícios fiscais no longo prazo, conforme lei sancionada pelo governo Trump em 2017.

Anterior TCU e Ancine discutem uso do blockchain na prestação de contas de incentivos
Próximos Padtec inaugura escritório em Fortaleza