FatPipe abre subsidiária no Brasil mirando mercado latino-americando


A FatPipe, empresa americana que desenvolve produtos para redes WAN (Wide Area Networking) e internet, abre subsidiária no Brasil, focando expansão no mercado latino-americano. A empresa, especializada em tecnologias que permitem maior aproveitamento de banda em conexões de banda larga, quer atuar principalmente nos setores financeiro, de hotelaria e centrais de atendimento a consumidores. Nos …

A FatPipe, empresa americana que desenvolve produtos para redes WAN (Wide Area Networking) e internet, abre subsidiária no Brasil, focando expansão no mercado latino-americano. A empresa, especializada em tecnologias que permitem maior aproveitamento de banda em conexões de banda larga, quer atuar principalmente nos setores financeiro, de hotelaria e centrais de atendimento a consumidores. Nos Estados Unidos a FatPipe conta com clientes como as redes hoteleiras Hilton e Hyatt, e segmentos do governo como o FBI.  

Para Ezra Corrêa, vice presidente de vendas da FatPipe, o objetivo é aproveitar o momento de crescimento nacional  para tornar a subsidiária brasileira plataforma de suporte a países latino-americanos. “Há na América Latina um mercado muito grande para nossos produtos hoje, especialmente em serviços governamentais”, explica o executivo. O carro chefe da empresa é o Warp, dispositivo que permite redundância e balanceamento de carga das conexões em redes WAN, e é responsável por cerca de 70% das vendas da empresa no exterior. “Quanto maior a criticidade do tráfego e a necessidade de segurança, maior será o mercado para nosso produto”, avalia Corrêa.

Sem informar números, ele destaca que projetou retorno de três dólares para cada um investido no país “ainda esse ano”, e quer terminar 2008 com “até 15% de participação de mercado em áreas como anti-spam, compressão de dados, redundância e VPNs (Redes Virtuais Privadas, na sigla em inglês)”, destaca o executivo. O modelo de vendas e distribuição será, inicialmente, feito exclusivamente por canais. A empresa já possui um distribuidor em Brasília, para atender principalmente contas governamentais, mas pretende fechar o ano com mais dois distribuidores nacionais.

Anterior Brasil é o 5º maior mercado mundial de computadores
Próximos BrT lança serviço de emissão de NF-e