Fabricantes venderão 1,3 bilhão de smartphones em 2014, estima IDC


Os fabricantes de smartphones devem encerrar o ano tendo vendido 1,3 bilhão de smartphones ao varejo e atacado, segundo dados mundiais recém publicados pela consultoria IDC. O número é 26,3% maior que o de 2013. Apesar disso, a expectativa é que em 2015 haja uma desaceleração no mercado de celulares inteligentes. As vendas deverão ficar em 1,4 bilhão, 12,2% maiores que neste ano. A tendência aumento menor nas vendas deve continuar pelo menos até 2018, quando a IDC espera não mais que 1,9 bilhão de aparelhos vendidos – um crescimento composto de 9,8%.

Além da perda de ritmo, a IDC avisa que as margens devem encolher. Os fabricantes devem conseguir aumento de 4,2%, composto, da lucratividade dos smartphones. Este ano, o preço médio por aparelho deve ficar em US$ 297. Em 2018, deverá ser de US$ 241, prevê.

Nos mercados emergentes, o preço será ainda mais baixo. Hoje, o consumidor dos países em desenvolvimento pagam em média US$ 135 por um smartphone. Em 2018, o valor deve cair para US$ 102. A briga por custos será conduzida por fabricantes chineses e indianos.

Sistemas operacionais
A IDC não espera grandes transformações no cenário de sistemas operacionais. Os aparelhos Android continuarão maioria absoluta, e os telefones da Apple, com iOS, se manterão na dianteira dos produtos capazes de gerar maior receita.

Os modelos Android serão 80% do mercado global de smartphones. Atualmente são 82,3%. Em segundo lugar virão os iPhones, tomando 12,8% do mercado – ante os atuais 13,8%. Modelos com Windows Phone vão ganhar espaço, passando dos hoje 2,7% para 5,6% em 2018.

 

 

Anterior Ceará faz leilão de fibras excedentes no Cinturão Digital
Próximos Vivo ativa 4G em mais 16 cidades