Fábrica estatal de chip Ceitec pode ser fechada


 

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, afirmou, nesta quinta-feira (10), que não há decisão para a liquidação do Ceitec, empresa pública de semicondutores, como publicou o jornal O Estado de S. Paulo. Pontes, em visita a fábrica, conheceu o potencial da empresa e iniciou com sua equipe a análise técnica de viabilidade do projeto. Mas não negou a possibilidade do fechamento da estatal.

O fato é que a Ceitec, que fabrica chips com aplicações em reconhecimento de animais, medicamentos, hemoderivados e veículos, não gera receita suficiente para pagar suas despesas de pessoal e custeio, desde sua criação, há 10 anos. As receitas acumuladas desde o início da venda de chips em 2012 até o ano passado alcançaram apenas R$ 16 milhões.  O prejuízo, segundo a empresa, chega a R$ 42,6 milhões. A Ceitec recebeu, desde a sua criação, R$ 1,08 bilhão da União em investimentos.

Caso o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), colegiado formado por ministérios e bancos públicos, além da Presidência da República, decida mesmo fechar a empresa, os mais de 190 funcionários, a maioria de concursado, serão demitidos. A reunião deve acontecer em fevereiro.

Anterior Anatel adia adoção da nova fórmula de cobrança pelo uso de espectro
Próximos STFC desliga 140,5 mil linhas em novembro