Expansão da fibra para fora de SP e crescimento de dados no celular, as prioridades da Espanha


Espanha, Brasil e Alemanha. Estes são os três mercados prioritários para o grupo Telefónica, informou o CEO, César Alierta. Para o Brasil, a corporação espera que a aprovação da compra da GVT ocorra em no máximo seis meses e, após este prazo, a empresa pretende ampliar a construção de fibra fora de São Paulo.

O grupo Telefónica espera a aprovação definitiva da compra da GVT ainda este semestre, para expandir fortemente a rede de fibra óptica para fora de São Paulo. Segundo o COO da empresa, José María Álvarez-Pallete, a empresa pretende ampliar a construção de redes de fibra para diferentes cidades brasileiras, além de ampliar o backahul e o backbone. “Nós vamos incrementar sensivelmente o lançamento de ultra banda larga da Vivo fora de São Paulo”, afirmou o executivo. Ele disse que a prioridade do grupo é também fazer crescer a comunicação de dados no celular. A intenção da empresa é fazer chegar a rede LTE para 55% da população latina até 2016. 

Otimismo

O grupo mantém-se bastante otimista com a economia brasileira. Para o CEO, César Alierta, o PIB brasileiro deverá crescer 3% este ano, e a taxas maiores no próximo ano. “Na última década 160 milhões de pessoas foram para a classe média, este é um dos maiores mercados do mundo. O país está em ótima posição. A dívida externa é 23% do PIB, e a dívida total é de 34% e as reservas são de 80% da dívida externa. O mercado está ali e estamos muito felizes em ser o número um de um mercado como esse”, afirmou Alierta.

A Telefónica  pretende também apresentar crescimento no mercado espanhol até o final deste ano. E Alierta descartou qualquer outro movimento de ampliação de foot print no mercado Latino-Americano. Ou seja, os três países latinos que não contam com a presença da operadora – Honduras, Paraguai e Bolívia – continuarão sem.

 

 

Anterior Gemalto confirma ataques de EUA e Reino Unido a sua rede
Próximos Ciena lança soluções Web-scale IT