Ex-CFO deixa conselho da PT SGPS


O ex-diretor financeiro da Portugal Telecom SGPS, Luís Pacheco de Melo, renunciou ontem ao cargo de membro do conselho de administração da holding, sócia da brasileira Oi. O comunicado da PT SGPS enviado à Comissão de Valores Mobiliários de Portugal não detalha, porém, os motivos da decisão.

Pacheco foi um dos pivôs do caso Rioforte, em que a PT SGPS adquiriu títulos da empresa do Grupo Espírito Santo sem comunicar a concessionária brasileira. A operação, que teria sido realizada sem aval dos conselhos da PT e da Oi, culminou em um calote de 897 milhões de euros por parte da Rioforte. Pacheco deixou a função de CFO logo após o caso vir à tona. Para sanar o buraco causado, as empresas firmaram um acordo reduzindo a participação acionária da PT na Oi.

O antigo administrador financeiro da PT SGPS, em depoimento à CPI que investiga a falência do GES, acusou o ex-CEO da PT SGPS, Henrique Granadeiro, de autorizar as compras de títulos da Rioforte sem informar ao conselho da companhia.

Anterior Huawei monta laboratório em Campina Grande, na Paraíba
Próximos T-Systems tem cinco pilotos para gestão de dados de veículos conectados