Europa harmoniza uso do espectro de 26 GHz para 5G


A Comissão Europeia estabeleceu as diretrizes para que os países que compõem a União Europeia usem os espectro de 26 GHz (24.25-27.5 GHz) para redes 5G. Pela decisão, os Estados-membro deverão adotar condições técnicas e liberar a frequência até 31 de dezembro de 2020.

Com isso, os países passam a poder leiloar ou ceder o espectro, exigindo as mesmas condições técnicas de uso que os demais, facilitando a interoperabilidade das redes dentro do mercado único europeu.

A expectativa é que a faixa seja utilizada em serviços eMBB (enchanced mobile broadband), serviço de banda larga fixa sem fio (FWA), transmissões de vídeo em alta definição, de conteúdos de realidade virtual ou aumentada. Espera-se, ainda, que a implementação comece em áreas com redes mais congestionadas, seguindo para rotas de transporte e aplicações industriais.

A Comissão Europeia já havia harmonizado as especificações para destinação dos espectros em 700 MHz e 3,6 GHz. Estas faixas deverão ser liberadas para as operadoras até meados e final de 2020 nos países onde ainda não foram entregues.

Anterior Para Anatel, o PLC 79 pretende esclarecer incidência do Fust na radiodifusão
Próximos Falha de segurança no WhatsApp prejudica investigações da Lava Jato