EUA: reguladores pedem mais tempo à Qualcomm para analisarem acordo da Broadcom


shutterstock_Ase_frequencia_geral_abstrata_politicaOs reguladores norte-americanos pediram à Qualcomm  para adiar uma reunião anual de acionistas a fim de dar-lhes mais tempo para investigar se  a oferta pública para aquisição da companhia feita pela Broadcom, uma rival com sede em Singapura, ameaçaria a segurança nacional dos Estados Unidos.

A Broadcom tentou pavimentar o caminho para sua tentativa hostil de aquisição mudando sua sede para os Estados Unidos, um anúncio que o presidente-executivo, Hock Tan, fez ao lado do presidente Trump na Casa Branca no ano passado.

Essa reincorporação deve ser concluída no início de maio e a Broadcom argumentou que seu status como uma empresa americana a ser atingido em breve significará que o acordo não deve ser objeto de revisão. Mesmo assim, os reguladores querem que a Qualcomm retarde seu encontro para que eles possam apurar melhor o impacto do negócio caso ele venha a se concretizar.

A tentativa de aquisição da Qualcomm, inicialmente revelada em novembro, seria o maior acordo de tecnologia da história, criando uma gigante da indústria cujos produtos estariam na maioria dos smartphones do mundo.

Anterior Brasileiro está disposto a pagar mais para melhorar sua experiência nos smartphones
Próximos TV paga perde 729 mil assinantes em 12 meses