EUA lideram hospedagem de links maliciosos


Os EUA hospedam mais de 43% de todos os links maliciosos do mundo, de acordo com o relatório do quarto trimestre de 2014 do time de segurança IBM X-Force. Em conjunto com a China (11%), os dois países são responsáveis por mais da metade deste tipo de hyperlink. O terceiro lugar fica com a Alemanha, que caiu da segunda para a terceira posição com o registro de 8,3% dos casos. Apesar de o Brasil ocupar a 16ª posição no índice, ele é o primeiro país da América Latina a ser citado.

O levantamento traz também um ranking do países com maior número de servidores de botnets, máquinas que espalham e controlam outras através da rede, de maneira maliciosa. Mais uma vez os Estados Unidos despontam, com mais de 25% desses equipamentos. Em segundo lugar aparece a Rússia, com 9% de máquinas contaminadas. O Brasil aparece em oitavo, com menos de 5% de contaminação.

Ao se considerar o número de sistemas contaminados por milhão de unidades, o Brasil desaparece da lista do países mais afetados. Hong Kong, Lituânia e Bulgaria se tornam os primeiros colocados em equipamentos infectados por malware. Em servidores contaminados com botnets, a Lituânia é o país em primeiro lugar (cerca de 11% de contaminação por milhão), seguida de Bielorússia e Rússia. A Argentina, neste caso, é o primeiro país latino-americano da lista, ocupando a 19ª colocação, com cerca de 1%.

Anterior Abdallah Harati é o novo diretor geral da Nokia Networks
Próximos Nextel amplia quantidade de aparelhos que podem compartilhar franquia