Espírito Santo investe R$ 27 milhões na rede governo


O governo do Espírito Santo investirá neste ano R$ 27 milhões numa rede de governo, cuja licitação será feita em duas etapas, a partir de fevereiro: uma para iluminar a rede de fibra já instalada em toda a ilha de Vitória (onde concentra-se 60% do fluxo de dados), em parceria com a RNP (Rede Nacional …

O governo do Espírito Santo investirá neste ano R$ 27 milhões numa rede de governo, cuja licitação será feita em duas etapas, a partir de fevereiro: uma para iluminar a rede de fibra já instalada em toda a ilha de Vitória (onde concentra-se 60% do fluxo de dados), em parceria com a RNP (Rede Nacional de Pesquisa); e outra para contratar os serviços para os 78 municípios do estado, interligando tanto os órgãos estaduais quanto os municípios.

De acordo com o presidente da Prodest (empresa de processamento de dados do Espírito Santo), Victor Murad Filho, no total serão contratados links para 1.700 endereços e a expectativa é que, além da Oi, que tem a concessão no estado, participem do pregão também as operadoras móveis e as fixas Telefônica e Embratel.

Os editais de licitação estão em fase final de elaboração pela Prodest, mas Murad antecipa que para a rede metropolitana, os ativos de rede serão alugados e não comprados. “Avaliamos que é mais vantajoso para o estado esse modelo do que a compra dos equipamentos, que ficam obsoletos rapidamente e têm alto custo de manutenção”, explica. A expectativa é de que, a partir da licitação, a empresa contratada coloque a rede em funcionamento no prazo de 90 dias. Já para a segunda licitação, voltada para a interligação dos 78 municípios do estado, será contratada a operadora que fizer a melhor oferta para prover os serviços. Neste caso, o prazo estipulado para a implantação de toda a rede governo será de 180 dias.

Anterior MPF quer evitar oligopólio do Grupo RBS em Santa Catarina
Próximos STF adota rito abreviado para julgar lei mineira de telefonia móvel