Ericsson: um fraco 1º trimestre.


Nos primeiros três meses de 2006, as vendas líquidas da Ericsson diminuíram 14% em relação ao trimestre imediatamente anterior, ficando em 39,2 bilhões de coroas suecas, 24% a mais do que no 1T05, segundo resultados divulgados pela empresa no último dia 21. A receita operacional de 6,6 bilhões de coroas teve queda trimestral de 36%, …

Nos primeiros três meses de 2006, as vendas líquidas da Ericsson diminuíram 14% em relação ao trimestre imediatamente anterior, ficando em 39,2 bilhões de coroas suecas, 24% a mais do que no 1T05, segundo resultados divulgados pela empresa no último dia 21. A receita operacional de 6,6 bilhões de coroas teve queda trimestral de 36%, enquanto o lucro líquido encolheu 46%, para 4,6 bilhões de coroas.

As vendas da Marconi (2,9 bilhões de coroas) contribuíram muito para a expansão anual de 24% nas vendas do primeiro trimestre. Por região, as vendas da Ericsson na América Latina foram as de menor expansão: 3% em comparação com o primeiro trimestre de 2005. Na Europa Ocidental, aumentaram 13%; na Europa Central e Oriental, Oriente Médio e África, 21%; na região Ásia-Pacífico, 44%; na América do Norte, 58%.

A Ericsson informa que está implementando 30 redes HSPA em vários países, das quais sete estão em operação comercial.

Por segmentos de negócios, o único que apresentou expressivo crescimento de vendas líquidas foi o de redes fixas (+ 126% em relação ao 4T05 e + 174% em comparação com o 1T05), graças à Marconi. O faturamento líquido da área de redes móveis recuou 20% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumentou 14% em relação ao mesmo trimestre de 2005; o do segmento de serviços cresceu 60% na comparação entre os primeiros trimestres e caiu 11% em relação ao quarto trimestre do ano passado.

Terminais

Quanto à Sony Ericsson, comercializou 13,3 milhões de terminais no primeiro trimestre de 2006, 41% a mais do que no mesmo período de 2005. De janeiro a março, as vendas totalizaram 1,99 bilhão de euros, um crescimento anual de 55%, em função do aumento médio dos preços. O lucro bruto foi de 151 milhões de euros, o que representou expansão anual de 115%.

(Da Redação)

Anterior Hispasat: lucro de quase 70 milhões de euros
Próximos Na Sun, Schwartz no lugar de McNealy.