Ericsson recorre à inteligência artificial para lidar com redes mais complexas


A Ericsson lançou ontem, 29, globalmente uma solução baseada em inteligência artificial para provedores de serviços de comunicações, chamada Operations Engine. Trata-se de um modelo de operações fim a fim para serviços gerenciados que, por meio de inteligência artificial, automação e o análise de dados, redesenha operações de rede e TI e o desenvolvimento e manutenção de aplicações.

Segundo a empresa, com a 5G e a internet das coisas, as redes de telecomunicações vão se tornar cada vez mais complexas. Daí a necessidade de automatizar operações, que são processadas em imensa quantidade.

“Conforme introduzimos o 5G e a Internet das Coisas em escala, virtualizamos outras redes para aprimorar a experiência do usuário”, explica Peter Laurin, Vice Presidente Sênior e Head de Managed Services da Ericsson. A nova solução permite criar diferenciações sustentáveis para os clientes de serviços gerenciados, tornando as operações mais centradas na experiência do usuário. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Senacon multa TIM em R$ 9,7 milhões por venda irregular de SVA
Próximos OCDE quer imposto para empresas digitais até 2020 entre seus integrantes