Ericsson pede prisão de dono de operadora de celular da Índia


A  RCom, que já foi a operadora de telecomunicações mais valiosa da Índia e que está na luta contra a falência, pode ter seu principal executivo preso. A fabricante sueca Ericsson pediu à suprema corte da Índia que mandasse o magnata Anil Ambani para a prisão, que a operadora Reliance Communications violou a ordem judicial para pagar US $ 79 milhões à sueca em dívidas atrasadas.

A Ericsson tinha originalmente reivindicado Rs 11 bilhões (US $ 158 milhões) em parcelas  não pagas por serviços de gerenciamento terceirizados, e iniciou um processo de insolvência contra a RCom no ano passado. Mais tarde, concordou em aceitar metade da quantia em troca de uma garantia de pagamento imediato, o que, segundo a fabricante, não ocorreu, e por isso, o pedido de prisão.

fonte: Financial Times

 

Anterior Anatel suspende indicador de complementação de chamadas do serviço móvel
Próximos CES: LG lança TV que se enrola. Samsung divulga acordo com Apple

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *