Empresas pedem transparência sobre processo de monitoramento do governo dos EUA


Após o vazamento da informação de que o governo dos Estados Unidos utiliza uma série de informações de usuários de algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo, cresce o nível de deconfiança de usuários individuais e corporativos. Talvez por isso uma boa parte das empresas de internet norte-americanas assinou na quinta-feira (18) um documento pedindo ao governo dos Estados Unidos maior transparência para informar quantos foram os pedidos de informação respondidos por cada uma delas. 

Empresas como Google, Facebook, Apple, Microsoft, linkedIn, Mozilla, Yahoo!, DropBox, além de investidores e entidades sem fins lucrativos, querem o direito de divulgar o número de pedidos do governo por informações sobre seus usuários realizadas pelas autoridades legais; o número de contas, indivíduos ou dispositivos alvos dos pedidos por informações no âmbito de cada autoridade; e o número de pedido por autoridade que solicitou conteúdo das comunicações, informações básicas do assinante e /ou outra informação. (Da redação).

 

 

Anterior Telefónica, próxima a vender 40% dos ativos na América Central
Próximos Consumidor deve ser parte do modelo de negócio e não custo, diz titular da Senacom.