Empresas conseguem usar LTE no espectro de 5 GHz


A operadora japonesa NTT Docomo e a fabricante chinesa Huawei conseguiram aplicar a tecnologia LTE, de transmissão sem fio de dados em alta velocidade, ao espectro de 5 GHz. O uso dessa faixa não requer licenciamento, inclusive no Brasil, e pode representar uma alternativa para expandir, rapidamente, a rede 4G das operadoras.

A pesquisa foi realizada na China, ao longo dos últimos seis meses. Atualmente, o espectro usado para 4G vai de 700 MHz a 2,5 GHz. Os testes tiveram como base a tecnologia Licensed-Assisted Access (LAA), além de equipamentos LTE modificados para trabalhar com a frequência mais alta. No laboratório, as empresas conseguiram que a célula 4G apresentasse capacidade 160% maior que equipamentos WiFi IEEE 802.11n.

Da acordo com as empresas, os testes indicam que a LAA é uma maneira viável de impulsionar o LTE e LTE-Advanced no mundo, especialmente onde a densidade populacional é elevada. “Seria possível usar a tecnologia para complementar redes pre-existentes, em co-existência com redes sem fio”, dizem no comunicado à imprensa. Diante do feito, as empresas vão propor um padrão ao 3GPP, organismo internacional de padronização em tecnologias de telecomunicações.

Anterior GSMA se une a Unicef para proteção online às crianças
Próximos Roaming cresceu 400% durante a Copa