Empresa de análise de risco volta a rebaixar nota de crédito da Oi


A Standard & Poor’s voltou a rebaixar a nota de crédito da Oi ontem à noite, 26. A empresa de análise de risco interpretou o anúncio de acordo de confidencialidade entre a concessionária e o grupo Moelis & Company, que representa parte dos donos de bônus da tele, como indicativo de que haverá uma reestruturação da dívida ou uma oferta de troca “sob condições desfavoráveis”. Espera, ainda, que a reestruturação aconteça em até seis meses.

As notas foram rebaixadas de CCC para CCC- na escala global, que se refere a títulos vendidos no exterior, e de brCCC para brCCC- na escala nacional. A S&P’s não alterou a expectativa de recuperação média da operadora, em caso de default. Nesse caso, continua entre 30% e 50%.

A perspectiva negativa dos ratings de crédito corporativo indica a possibilidade de um novo rebaixamento, para ‘CC’, nos próximos seis meses se a Oi anunciar uma oferta de troca ou reestruturação similar que muito provavelmente avaliaríamos como distressed ou equivalente a um default”, ressalta a empresa de análise de risco. A S&P’s considera improvável uma elevação no curto prazo da nota, o que só aconteceria se a Oi recebesse capital para reduzir a alavancagem. 

A Oi tem uma dívida bruta de R$ 54,9 bilhões e poderia entrar em default, segundo simulação da S&P’s, no segundo semestre deste ano, caso falhe em reestruturar a dívida.

Anterior Contax e Atento abrem milhares de vagas
Próximos Procurador Federal deixa Anatel

1 Comment

  1. ERICK NILSON CORREA E SILVA
    27 de Abril de 2016

    Para o bem do mercado e do consumidor espero que a Oi saia dessa situacao!