EMC abre inscrições para curso gratuito em Big Data


A EMC abriu um processo seletivo para a primeira edição da Summer School on Big Data (Escola de Verão EMC em Big Data). O curso gratuito reunirá, de 4 a 7 de fevereiro de 2013, pesquisadores de todo o Brasil para um programa focado em temas relacionados a Big Data, ou seja, ao processamento e …

A EMC abriu um processo seletivo para a primeira edição da Summer School on Big Data (Escola de Verão EMC em Big Data). O curso gratuito reunirá, de 4 a 7 de fevereiro de 2013, pesquisadores de todo o Brasil para um programa focado em temas relacionados a Big Data, ou seja, ao processamento e à análise de grandes volumes de dados.

A Escola será montada no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com a participação de professores e especialistas no assunto. Já está confirmada a presença internacional de Donald Miner e Hamid Djam, da EMC, especialistas em Hadoop e Análise de Big Data, respectivamente, e de Christopher Ré, da University of Wisconsin-Madison, especialista em banco de dados probabilísticos.
 
Os candidatos a participar da Escola devem ter formação em Ciência da Computação, Estatística, Matemática, ou áreas afins e interesse em atuar em pesquisa na área de Big Data. A seleção será feita por uma comissão avaliadora. Estudantes de pós-graduação serão avaliados pelo histórico escolar de graduação e pós-graduação, já professores e profissionais pelo currículo. Os interessados devem inscrever-se, até o dia 20 de novembro, pelo site emcbigdataschool.nce.ufrj.br. A lista dos selecionados será divulgada no dia 10 de dezembro. Será oferecido auxílio financeiro para viagem e acomodação para os participantes selecionados fora da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
 
De acordo com Karin Breitman, diretora do Centro de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) em Big Data da EMC, a Escola de Verão tem o objetivo incentivar a pesquisa em Big Data no Brasil, motivando o surgimento de especialistas no assunto, os quais terão a oportunidade de participar de uma área com grandes perspectivas de crescimento profissional.
 
“Uma das profissões do futuro é a de cientista de dados, profissional que atua com Big Data e atua na análise preditiva de grandes volumes de dados. Estima-se que até 2020 o número de informações que circulará no mundo aumentará cerca de 50 vezes quando comparado ao volume de dados atual. A predição baseada nesse conjunto enorme de dados será de valor inestimável para as pessoas, a sociedade em geral e as empresas, que poderão identificar o melhor caminho na condução de seus negócios. O cientista de dados é o responsável por identificar padrões de análise que permitem extrair informações relevantes e fazer predições com base na tecnologia de Big Data”, revela Karin. (Fonte: assessoria de imprensa)

Anterior Luiz Buslik é novo diretor comercial da Neovia
Próximos Billing na nuvem é tema de workshop no CPqD