Embratel venderá internet mais rápida que linha discada a R$ 39,80


A Embratel apresentará, a partir de setembro, uma alternativa para os clientes que buscam o acesso à Internet rápida com valores econômicos: o Livre.com. O novo produto tem como principal benefício a convergência entre os serviços de voz (telefonia fixa) e dados (conexão à Internet rápida com velocidade de até 156kbps, três vezes mais ágil …

A Embratel apresentará, a partir de setembro, uma alternativa para os clientes que buscam o acesso à Internet rápida com valores econômicos: o Livre.com. O novo produto tem como principal benefício a convergência entre os serviços de voz (telefonia fixa) e dados (conexão à Internet rápida com velocidade de até 156kbps, três vezes mais ágil que a conexão discada).

O Livre.com será vendido por apenas R$ 39,80 mensais, sendo R$ 14,90 referentes ao serviço de voz e R$ 24,90 para o serviço de dados. Para atuais clientes do Livre, a alternativa em telefonia fixa da Embratel, o acesso à Internet rápida custa apenas R$ 24,90 mensais.Segundo o diretor de negócios residenciais da Embratel, Guilherme Zattar, o primeiro teste comercial do Livre.com aconteceu em julho, em São Paulo, quando foram comercializados 7.000 acessos para os primeiros clientes.

"A aceitação da novidade foi grande e o Livre.com estará disponível, a partir de setembro, no Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe", afirma Zattar. A comercialização do pacote de serviços no Rio de Janeiro e em São Paulo está prevista para dezembro.

"Modernizamos a rede com tecnologia CDMA do Livre em todo o Brasil, para assegurarmos aos nossos clientes uma oferta vantajosa e de qualidade", explica Zattar. A conexão do serviço é feita pelo próprio telefone Livre, que serve como modem. Para acessar a Internet, basta que o aparelho seja conectado a um computador ou laptop por meio de um cabo USB.

O Livre possui cobertura em 95 cidades do País. Nos últimos 18 meses, o número de clientes aumentou de 300.000 para 1,7 milhão. Com o Livre, o cliente pode escolher entre planos pré e pós-pagos que sejam mais adequados ao seu perfil de consumo, não paga por taxas de instalação e assinatura mensal. Além disso, o valor pago pelo plano escolhido pode ser utilizado para qualquer tipo de ligação. ( Fonte: assessoria de imprensa ).

 

Anterior Assembléias aprovam fusão da Totvs e Datasul
Próximos Ericsson e STMicroelectronics vão combinar unidades de comunicações móveis