Embratel usa IA da IBM para detectar fraudes em tempo real


Negócio fotografia desenhado por Onlyyouqj - Freepik.co
Negócio fotografia desenhado por Onlyyouqj – Freepik.co

A Embratel decidiu usar a inteligência artificial da IBM para identificar fraudes nas redes dos clientes. A empresa anunciou hoje, 9, o início das vendas da solução SIEM Embratel, serviço de análise de dados de eventos em tempo real, que permite coletar, normalizar, armazenar e correlacionar informações de diferentes sistemas de segurança, como firewalls e antivírus, e qualquer outra fonte tecnológica que gere eventos. Com a análise, é possível identificar rapidamente os riscos e ter uma resposta imediata a ataques cibernéticos e ações fraudulentas.

A nova solução integra a experiência da Embratel na operacionalização de serviços de segurança digital com a plataforma Qradar da IBM, que conta com capacidades de inteligência artificial de IBM Watson. Essas plataformas ampliam substancialmente a capacidade de identificar e relatar ameaças cibernéticas externas e internas em tempo real no ambiente tecnológico dos clientes, possibilitando proatividade na resolução de eventos cibernéticos.

A oferta consolida registros de eventos e de pessoas nos sistemas e do fluxo de comunicação de equipamentos e dispositivos distribuídos em rede, destacando atividades suspeitas que podem indicar a ocorrência de incidentes de segurança. Coletores podem ser posicionados para capturar fluxo de dados em diversos pontos relevantes das redes de computadores.

Por meio da tecnologia da IBM, é possível reconhecer e compreender padrões de comportamento do ambiente tecnológico de clientes e identificar com mais precisão qualquer tipo de ameaça, inclusive as mais sofisticadas, com a análise de dados não-estruturados que podem ser provenientes das mais variadas fontes, como blogs, e correlacioná-los com as ameaças locais. Os riscos podem ser neutralizados, mitigando impactos operacionais, de reputação ou financeiros que afetam diretamente os negócios das organizações.

Todas as informações coletadas são armazenadas e processadas na IBM Cloud e analisadas pelos especialistas do Security Operation Center (SOC) da Embratel. Ao identificar uma possível ameaça, a equipe avalia a situação e envia alertas para o cliente com todas as informações necessárias para conter ou mitigar o incidente.

O SIEM Embratel faz o monitoramento de atividade dos usuários e vigilância de conformidade com o aprendizado de máquina, análise estatística e modelagem comportamental, comumente conhecida como Análise Comportamental de Usuários e Entidades (UEBA). Por meio da solução, as instituições conseguem detectar fraudes e prevenir contra a violação de dados.

Entre as funcionalidades do SIEM Embratel estão recursos para percepção e detecção de fraudadores e invasores externos ou internos; coleta, armazenamento e correlação de registros e eventos de forma imediata, seja em ambientes privativos ou em nuvem; detecção de incidentes e ameaças classificando as mais significativas; processamento e armazenamento de ocorrências com rapidez; suporte no cumprimento das políticas de privacidade de dados e auditorias de conformidade; e colaboração e gerenciamento de prevenção de ameaças. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Governo promete para este mês simplificação do eSocial para micro e pequenas empresas
Próximos Vendas de equipamentos de informática e comunicação avançam 2,9% em março