Embratel Participações lucra R$ 840,8 milhões em 2007


A Embratel Participações S.A. fechou o quarto trimestre de 2007 com um lucro líquido de R$ 91,9 milhões e obteve, no ano, R$ 840,8 milhões de lucro líquido, conforme balanço enviado na sexta-feira, 1, à CVM, pela holding, que controla a Embratel, a Telmex do Brasil e tem uma participação de 35,2% na Net. O …

A Embratel Participações S.A. fechou o quarto trimestre de 2007 com um lucro líquido de R$ 91,9 milhões e obteve, no ano, R$ 840,8 milhões de lucro líquido, conforme balanço enviado na sexta-feira, 1, à CVM, pela holding, que controla a Embratel, a Telmex do Brasil e tem uma participação de 35,2% na Net. O resultado mostra que a empresa está conseguindo aumentar sua penetração no mercado local de voz, com o Livre (serviço local anteriormente prestado pela Vésper) e com o Net Fone.

A receita líquida da empresa no quarto trimestre foi de R$ 2,229 bilhões, um aumento de 7,1% — R$ 147 milhões — comparado com o quarto trimestre de 2006. No acumulado do ano, a receita líquida total foi de R$ 8,625 bilhões, crescimento de 4,9% — R$ 405 milhões – sobre o resultado de 2006.

A receita anual com serviço local foi de R$ 1,283 bilhão, resultado do aumento na base de clientes do Livre — fechou o ano com 1.374 mil assinantes – e da base do Net Fone via Embratel, que encerrou o quarto trimestre de 2007 com 561 mil assinantes, um aumento de 19,6% em relação ao trimestre anterior. Percentualmente, o serviço local cresceu 53,7% no quarto trimestre (na comparação com o mesmo período do ano anterior) e de 40,7%, ou R$ 371 milhões a mais, na comparação 2007-2006. No acumulado do ano, as receitas com outros serviços tiveram aumento de 52,8%, puxadas pela prestação de serviços de atendimento a clientes (call center), gerenciamento de redes e aluguel de infra-estrutura a terceiros (co-location).

O lucro operacional (Ebit) no quatro trimestre foi de R$ 233 milhões e no acumulado de R$ 1,134 milhão, registrando redução de 9,6% no trimestre e aumento de 24,1% no acumulado do ano. A Embrapar destaca que, em 2007, tanto o resultado Ebit quanto o lucro líquido, foram afetados em R$ 380 milhões pelos ganhos de investimentos na Net Serviços de Comunicações, pela incorporação no patrimônio da Net das ações da Vivax S.A.

Redução no tráfego

No quarto trimestre, o tráfego de longa distância nacional totalizou 3,598 bilhões de minutos, uma redução de 7,8% comparado com o mesmo período do ano anterior. Como era esperado, a receita de longa distância nacional teve queda (diminuição de 4,4% no quarto trimestre, na comparação com o mesmo período de 2006), e alcançou R$ 1,020 bilhão. No documento enviado à CVM, a Embratel Participações destaca que a queda na receita está associada à redução do tráfego de origem fixa, parcialmente compensado pelo crescimento nas chamadas de origem móvel. No acumulado do ano, a receita de LDN foi de R$ 4,084 bilhões, uma queda de 3,2% em relação ao resultado de 2006.

Já na longa distância internacional a empresa registrou ganho de 0,3 % no tráfego (503 milhões de minutos) no quarto trimestre (na comparação com o quarto tri de 2006), resultado que se deve ao tráfego entrante. Na comparação ano a ano, a receita de LDI, no quarto tri, manteve-se praticamente estável, em R$ 123 milhões, com redução de apenas 0,7% (R$ 800 mil). A queda se deve, principalmente, ao aumento do tráfego entrante, cujas tarifas são menores do que as do tráfego sainte.

Estagnação

Os resultados mostram que a empresa está conseguindo manter sua participação no mercado de dados. A receita com comunicação de dados cresceu 0,5% em 2007, fechando em R$ 2,277 bilhões. No quatro trimestre de 2007, a receita foi de R$ 566 milhões, redução de 0,6% na comparação com o mesmo período de 2006. (Da Redação).

Anterior Brasil tem potencial para 400 mil usuários de GPON em 2008
Próximos Ericsson e Lenovo fornecem módulo HSPA com banda larga móvel em notebooks