shutterstock_ Alex011973_pesquisa_laboratorio

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) prevê um crescimento de 9% nos investimentos em projetos de inovação neste ano em comparação com 2016. Com esse aumento, a empresa deverá injetar R$ 160 milhões no desenvolvimento tecnológico do país.

“Uma das prioridades dos novos projetos neste ano será a indústria química, que de acordo com as políticas públicas de ciência e tecnologia está carente de demandas”, afirma o diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães.

Ele acrescenta que os setores de defesa e saúde também deverão ser contemplados na nova chamada. “A produção farmacêutica também está em nossos planos. Esperamos credenciar ao menos uma unidade nesse segmento.”

A Embrapii também aposta no aumento da contrapartida oferecida pelas empresas nos projetos de inovação. Em 2016, a contrapartida das empresas foi maior que a dos demais parceiros: 45%. De acordo com o modelo de parceria, a Embrapii investe até um terço do valor total do projeto, enquanto os valores restantes são divididos entre a empresa e a unidade credenciada. ( assessoria de imprensa).