Embrapa lança app para o produtor de leite


gado-leite-aplicativo-embrapa-campo-agroticA Embrapa Gado de Leite acaba de lançar o aplicativo para dispositivos móveis do programa Gestão Informatizada de Sistemas de Produção de Leite (Gisleite). Segundo o analista de tecnologia da informação da Embrapa Victor Lima, o produtor insere as informações por meio de celular ou tablet e esses dados são compartilhados com a plataforma disponível na internet. Isso significa que o usuário tem que estar cadastrado no sistema Gisleite web para utilizar o aplicativo que opera no sistema operacional Android.

“O app é um coletor de dados que pode ser operado até mesmo quando não há sinal de internet no smartphone, uma situação muito comum no meio rural. Quando o sinal da internet é restabelecido, o Gisleite Web recebe os dados coletados e os armazena no sistema”, esclarece Lima. Dessa forma, o produtor pode se deslocar por diversos pontos da propriedade com um celular, por exemplo, e fazer as anotações necessárias, o que seria impossível com um computador de mesa. “Nosso objetivo foi dar mobilidade ao sistema presente na web”, afirma o especialista.

O pesquisador da Embrapa Cláudio Napolis Costa explica que o Gisleite é baseado em software livre, desenvolvido para o ambiente web e com acesso remoto pela internet. “O aplicativo torna a ferramenta mais eficiente, auxiliando o produtor no processo de tomada de decisões”, diz Costa. Com o Gisleite, é possível gerenciar os aspectos econômicos e zootécnicos de uma propriedade leiteira, como reprodução dos animais, produção de leite, movimentação no rebanho e qualidade do leite.

Gestão do leiteira

O sistema está estruturado de acordo com as atividades do processo produtivo: cadastro, manejo do rebanho, clientes e fornecedores e custos e receitas. É possível inserir os dados de todas as ações relativas às benfeitorias, máquinas e equipamentos, mão de obra, aquisição e venda de animais, alimentação do rebanho, comercialização da produção etc. “Praticamente todas as atividades econômicas e zootécnicas de uma propriedade leiteira podem ser gerenciadas por meio do sistema”, afirma Costa.

As informações são disponibilizadas pelo Gisleite por meio de quatro grupos dos seguintes documentos:

– Listas de intervenção: vacas que devem ser inseminadas, secadas, em lactação, para criar etc.
– Relatórios gerenciais: indicadores de produção, produtividade, qualidade do leite e de eficiência técnico-econômica dos rebanhos agregados por área, raça, etc.
– Relatórios econômicos: ativo imobilizado, fluxo de caixa, custos de produção etc.
– Relatórios de rastreabilidade: animais cadastrados, aquisições, transferências, descartes e aplicação de vacinas e medicamentos.

O manejo do rebanho é um processo administrativo dinâmico, caracterizado por decisões que têm resultados a curto, médio e longo prazo. O sucesso na atividade depende do acompanhamento cotidiano dos fatores de produção. Costa diz que a disponibilidade de relatórios como os que o Gisleite oferece permite conhecer o desempenho do sistema produtivo como um todo, seja do rebanho em geral, seja de cada animal em particular.

Backup diário

Segundo os técnicos que desenvolveram o software, o sistema é bastante prático e amigável, com relatórios podendo ser disponibilizados em planilhas Excel. As informações inseridas no Gisleite estão em total segurança: somente o produtor e aqueles que ele autorizar podem ter acesso a elas, o backup é feito diariamente pela própria Embrapa e as atualizações do software são automáticas.

O Gisleite web está disponível na internet desde 2007 e já passou por várias atualizações. Cerca de 3 mil pessoas já acessaram o programa, número que deve crescer com o lançamento do aplicativo para dispositivos móveis.

Para baixar o programa, é só acessar o site da Embrapa Gado de Leite. Lá o interessado também encontra o guia do usuário, com todas as informações a respeito do sistema. O programa, gratuito, é multiusuário e está disponível para produtores, técnicos da extensão rural, cooperativas e consultores. (Com Assessoria de Imprensa)

Anterior MediaTek vai fabricar sensor para celular capaz de medir a pressão arterial
Próximos Startup incubada no Inatel recebe prêmio do Facebook