Em Portugal, tarifa de interconexão da rede móvel cai mais um pouco


Entrou hoje em vigor a última redução da tarifa de intereconexão (a nossa VU-M) das operadoras de telefonia celular portuguesas, determinada pela Anacom, a agência reguladora de Portugal. A queda será de 3,5 cêntimos por minuto para as três operadoras, a TMN (controlada pela Portugal Telecom), Vodafone e Optimus. Apesar de ainda não estar prevista nova redução, há a expectativa que estas tarifas voltem a cair, influenciando queda nos preços finais para o cliente. “Até ao terceiro trimestre de 2011 deverá haver uma descida no preço da terminação”, afirmou recentemente Ferrari Careto, administrador da Anacom.

A Anacom está trabalhando na definição do modelo de custo destas tarifas, que já entrou em fase de consulta. A proposta – que prevê que o valor a pagar seja definido com base nos custos do serviço fornecido a outros operadores – foi criticada pela TMN e Vodafone, que admitem subir os preços ao consumidor caso nova descida avance.Os dois operadores sempre se opuseram à descida das tarifas de terminação, devido ao chamado efeito de rede – como têm mais clientes, eram mais beneficiadas por valores elevados de terminação. Já a Optimus, que é terceira operadora do mercado, tem vindo a defender a descida das tarifas e até uma assimetria tarifária (ter um valor de terminação diferente). Por isso, o modelo de custeio proposto pelo regulador teve o apoio da operadora da Sonaecom. ( fonte: agências internacionais).

Anterior Relatório aponta crescimento de ataques de malwares a dispositivos móveis
Próximos Iphone4 mais barato para os mercados emergentes