Em junho, Itel foi melhor do que Ibovespa.


Assim como no mercado internacional, no Brasil, as ações do setor de telefonia apresentaram desempenhos diversos no mês passado, resultando em alta de 1% do Itel, enquanto o Ibovespa avançou 0,3%. Segundo relatório mensal de telecomunicações do Banco Espírito Santo (BES), a recuperação de alguns papéis, com destaque para TIM Participações (+8,7%), Telesp (+8,5%), Embratel …

Assim como no mercado internacional, no Brasil, as ações do setor de telefonia apresentaram desempenhos diversos no mês passado, resultando em alta de 1% do Itel, enquanto o Ibovespa avançou 0,3%. Segundo relatório mensal de telecomunicações do Banco Espírito Santo (BES), a recuperação de alguns papéis, com destaque para TIM Participações (+8,7%), Telesp (+8,5%), Embratel (+8,3%) e BRTO4 (+4,5%) que, em maio, haviam sofrido queda substancial (com exceção de Embratel), sustentaram a leve melhora do índice setorial.

Por outro lado, o BES constatou que algumas ações de telecom mantiveram a trajetória de queda por razões específicas, principalmente Telemar ON e PN (-8%), em razão da descrença, por parte do mercado, em relação à concretização da oferta secundária e, conseqüentemente, da reorganização societária do grupo. Da mesma forma, as demais operadoras celulares (Vivo, Telemig e Tele Norte), também voltaram a apresentar declínio substancial.

Segundo trimestre

Neste mês de julho, analisa o BES, as atenções devem se voltar para os resultados do 2T06, que começam a ser divulgados a partir da segunda quinzena. Para as operadoras móveis, a expectativa da instituição é que o crescimento se mostre menos intenso do que no 2T05, ainda que em um período caracterizado por promoções e subsídios (mesmo que menores), o que tende a ter impacto negativo sobre as margens operacionais das companhias.

Do lado das empresas de telefonia fixa, o BES não espera  recuperação do tráfego perdido no 1T06, atribuído à fraca sazonalidade de início de ano, uma vez que o 2T06 também foi impactado pela menor atividade resultante de feriados e Copa do mundo.

Cenário internacional

Em junho, o EuroStoxx Telecom e o EuroStoxx 50 ficaram praticamente estáveis. Os papéis da alemã Deutsche Telekom caíram 0,6%, enquanto os da France Télécom tiveram queda de 3,7%. A ações da Telefónica e da PT subiram 2,0% e 3,1%, respectivamente. Notícias vindas da Comissão Européia indicam a intenção de desagregação das redes das incumbents em varejo e atacado, visando aumentar o capex e a competição no segmento fixo.

Além disso, as tarifas de roaming móvel devem seguir tendência de queda, dada a intenção de criar ofertas de atacado para todas as operadoras na Europa. A Comissão Européia pretende propor a regulamentação neste mês, para que se torne efetiva a partir de 2007. Em junho, a France Télécom informou que pretende vender seu negócio de Páginas Amarelas (PagesJaunes), por considerá-lo fora do seu core business. Levando em consideração o preço de fechamento anterior ao anúncio, a participação da operadora francesa nas listas poderia valer em torno de €3,4 bilhões. A incumbent francesa também anunciou que irá reforçar sua presença na Jordan Telecom, através da aquisição de uma participação de 10%.

No mercado espanhol, a Xfera, da TeliaSonera, deve iniciar atividades até o fim do ano, como a quarta operadora móvel no país, enquanto a Tele2 deve negociar com as três operadoras atuais, para se tornar a primeira operadora virtual (MVNO).

(Da Redação)

Anterior A AOL em busca de saídas
Próximos Empresas formam consórcio para a fabricação de setop boxes.