Em 2008, 3Com mira segmento de teles e software aberto


A aquisição da 3Com pela Bain Capital e pela Huawei, iniciada há dois meses e com finalização prevista para o primeiro trimestre do ano que vem, deverá injetar recursos para que a empresa se torne mais agressiva, principalmente na área de networking. Essa é a opinião de Roberto Ruiz, vice-presidente da 3Com para América Latina …

A aquisição da 3Com pela Bain Capital e pela Huawei, iniciada há dois meses e com finalização prevista para o primeiro trimestre do ano que vem, deverá injetar recursos para que a empresa se torne mais agressiva, principalmente na área de networking. Essa é a opinião de Roberto Ruiz, vice-presidente da 3Com para América Latina e Caribe, avaliando que a negociação, de US$ 2,2 bilhões, deve favorecer a empresa, que encerrou seu primeiro semestre fiscal de 2008 com crescimento de 40% em suas operações, comparadas com igual intervalo do ano anterior.

Para Antônio Mariano, diretor de tecnologia da empresa, parte deste crescimento originou-se da compra da H3C, “que é forte no segmento de telecomunicações”, conjugado com um aumento nas operações produtos para pequenas e médias empresas, também “de termos ampliado nossa presença para estados do Nordeste e do Sul, onde não operávamos, e isso trouxe novos negócios aos quais não tínhamos acesso”. O executivo destacou ainda o aumento na parte de governo, que representa 45% da receita total da 3Com no Brasil, e parcerias fechadas com a Philips, em telefonia, e com a Positivo informática, em computadores.

Em 2008 a empresa concentrará sua atuação em três áreas: networking, comunicações IP unificadas e Segurança. Com o lançamento da série OSN (Open Source Network) para routers e switches, baseado em software livre (Linux), a 3Com espera ampliar ainda mais sua participação no mercado de operadoras, com foco nos serviços que estas vendem ao consumidor final. A OSN “é uma abordagem aberta para a implementação de tecnologias de múltiplos fabricantes em dispositivos e novos serviços”, explica Mariano. Ele destaca que o lançamento mundial dos produtos da série OSN está previsto para janeiro de 2008, mas a linha já está disponível no Brasil, homologada pela Anatel, e com vendas realizadas, conclui.

Anterior Em seis meses, clientes de TV paga poderão fazer "puxadinho" do sinal, de graça.
Próximos Celulares lideram reclamações no Procon em 2007