stockvault-high-voltage-power-mast-torre-infraestrutura

A Eletronet, dona de uma rede óptica de 16 mil km no país, lançou um serviço de trânsito IP nacional e internacional. O produto estará disponível nos 155 POPs dos 18 estados em que a operadora atua. Segundo a empresa, o desenvolvimento do produto faz parte de um plano de investimentos para ampliar o atendimento a provedores e outras operadoras.

Segundo a empresa, o produto é baseado no backbone OPGW nacional próprio, conectado a pontos de troca de tráfego (IXs) de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Fortaleza, Campinas, Brasília e Salvador. Também tem rotas internacionais para Londres (Inglaterra), Frankfurt (Alemanha), Amsterdam (Holanda) e Nova York e Miami (EUA).

As rotas são redundantes, garante a empresa, e são integradas a data centers Tier-1 no exterior pelos cabos submarinos que chegam ao país. Localmente, também tem saídas para “os principais”, diz, data centers e CDNs. Os links contratados podem ter 1Gbps, 10 Gbps ou 100Gbps.

Para adaptar o core de rede à tecnologia IP a Eletronet contratou Juniper, Ciena e Padtec.

Novo PIX

A Eletronet também está inaugurando um novo PIX em Fortaleza (CE), com capacidade inicial de 20G e possibilidade expansão em portas de 10 e 100G. Segundo a empresa, o investimento no Nordeste se justifica para atender ao crescente mercado local de provedores de banda larga. (Com assessoria de imprensa)