Eletronet amplia portfólio com novos serviços e estratégia para 2019


A Eletronet, fornecedora de serviços de alta velocidade em circuitos de longa distância por rede de fibra óptica, com mais de 16 mil km, antecipa o balanço do ano, com uma série de novidades em seu portfólio e clientes satisfeitos. A companhia segue em expansão de sua rede e serviços e trará novidades para 2019.

Logo no início do próximo ano, a Eletronet lançará uma nova rota entre Serra da Mesa (GO) e Camaçari (BA). Nove pontos farão parte deste novo trecho, com sete POPs na Bahia e dois em Goiás. A nova rota entra para reforçar a cobertura nacional da empresa, que passará a ter presença em uma região importante do país, com a disponibilização de toda a gama de serviços do portfólio Eletronet, que recebeu diversas novidades neste ano.

Em março, a empresa lançou o Full IP, serviço de trânsito IP nacional e internacional, disponível em 155 POPs nos 18 Estados onde a companhia está presente. Com centros de roteamento redundantes e circuitos de backups distribuídos pelo Brasil, o Full IP tem suporte 24h por dia, sete dias por semana e conta com monitoramento ativo de eventos de segurança na rede.

Para suportar as novidades, a modernização da rede de transmissão da Eletronet começou em abril, com a substituição do sistema DWDM, que agora utiliza novos transponders de 100Gbps da Ciena. A modernização permitiu a criação de rotas expressas e diretas e o projeto tem previsão de 30 meses, contemplando todas as regiões no país cobertas pela Eletronet.

Em setembro, a empresa anunciou uma nova modalidade do serviço de trânsito IP – o Full IPix. O objetivo é suprir a demanda latente do mercado por serviços de trânsito IP de alta qualidade e disponibilidade, entregues de forma descentralizada diretamente nos IX.br nacionais para um potencial de até 2.300 provedores. O serviço passou a ser ofertado nos PIXes de São Paulo, Campinas (SP), Rio de Janeiro, Curitiba (PR), Brasília (DF), Salvador (BA) e Fortaleza (CE). A estratégia da Eletronet é de que o Full IPix esteja disponível em 17 PIXes nacionais até o fim deste ano.

A provedora paulista de acesso à internet NetHope é uma das empresas que utiliza o Full IP Eletronet, além do serviço de transporte. Cícero Roberto, porta-voz da empresa, destaca os principais benefícios da parceria. “O serviço Eletronet tem melhor qualidade em relação aos outros devido à sua estrutura, transmissão aérea de difícil rompimento, além de uma proposta comercial com boa relação custo benefício”, afirma.

“Expandir nosso portfólio é uma necessidade prioritária para a Eletronet, devido à uma demanda crescente do mercado. Com a aquisição de novos equipamentos para a modernização do backbone OPGW, temos agora uma infraestrutura de alta capacidade com menor custo de operação e mais agilidade na ativação de novos serviços. Tudo isto torna a Eletronet muito mais competitiva, oferecendo aos clientes um serviço com ainda mais qualidade”, afirma Cássio Lehmann, diretor de vendas e marketing da Eletronet.

Anterior Turner Internacional Argentina seleciona Vindicia, da Amdocs, para impulsionar sua receita de assinaturas na internet
Próximos Três dirigentes da Anatel estarão presentes no Futurecom