Elétricas cobram ajuste nos postes mas não aplicam preço estipulado por resolução, diz Abrint


Abrint, presidente Basílio Perez. (foto: Felipe Canova Gonçalves)
Abrint, presidente Basílio Perez. (foto: Felipe Canova Gonçalves)

Do PontoISP

A mesma resolução conjunta da Anatel e Aneel, a de número 4, que estabelece os planos de ocupações dos postes pelas operadoras de telecomunicações também estabelece o valor de R$ 3,19 como preço de referência para compartilhamento do ponto de fixação a ser cobrado pelas concessionárias de energia. “No entanto, as elétricas cobram a correção da infraestrutura sem praticarem os preços estabelecidos”, observou Basílio Perez, presidente da Abrint (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações ).

Segundo o executivo, até agora apenas a Copel está praticando o valor de referência. “Por sinal, é a única que não tem problemas com a regularização de sua infraestrutura”, afirmou.

Veja aqui a íntegra da matéria.

Anterior Governo vai contratar serviço de telefonia para 367 órgãos públicos
Próximos Quadros: Anatel reavalia critérios do TAC da Telefônica