Edital do leilão 5G passará por consulta pública


O presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), Leonardo de Morais, destacou nesta sexta-feira, 17, que o edital do leilão de espectro para redes 5G ainda passará por consulta pública antes de ser votado Conselho Diretor da autarquia. O leilão está previsto para ocorrer em março de 2020.

“Esse processo ainda vai ser submetido ao Conselho Diretor e sempre haverá consulta pública do processo. Não pode ser diferente. Toda a sociedade terá a oportunidade de se manifestar em relação às condições do edital”, afirmou Morais ao Tele.Síntese. A posição dele coincide com a manifestação da Procuradoria Federal Especializada (PFE) da Advocacia-Geral da União, que considera necessária a realização de consulta pública em resposta ao formato do leilão enviado pela agência. “Evidentemente, a Procuradoria teceu as considerações jurídicas que entendeu necessárias, e é preciso avançar nessa pauta, mas com segurança jurídica”.

No documento da AGU, os 
procuradores desaconselham a realização de uma consulta interna às áreas técnicas da Anatel, por considerar que isso retardaria a deliberação de uma matéria considerada urgente, pois as áreas da agência já deveriam ter examinado o formato proposto para om leilão do 5G.

A PFE concordou com a inclusão das faixas escolhidas de 2,3 GHz, 3,5 GHz (incluindo subfaixa de 3,3 GHz a 3,4 GHz) e de 26 GHz, além de porções remanescentes da faixa de 700 MHz,  previsto na agenda regulatória 2019-2020. Foi também aprovada a modelagem dos lotes para cada espectro, com alguns blocos nacionais com obrigações de cobertura regionais.

Anterior Anatel divulga cidades que vão receber 4G por obrigação do PGMU
Próximos Anuário Tele.Síntese com inscrições abertas até 24 de maio

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *