Economia se ajusta à reforma administrativa


Depois da aprovação da reforma administrativa, que transferiu as políticas de desenvolvimento da indústria, do comércio e dos serviços para o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, o Ministério da Economia estabeleceu, em portaria divulgada nesta quarta-feira, 5, novas atribuições à Secretaria de Produtividade, Emprego e Competitividade, da pasta. Pelo texto, Lei de Informática, Processo Produtivo Básico e Zona Franca de Manaus ficam sob o comando do secretário Carlos Alexandre Jorge Costa.

A secretaria do Ministério da Economia ficou também com o programa Rota 2030; a aprovação dos orçamentos do Sistema S e pelas entidades Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro); e  Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Dessa forma, as ações e projetos atualmente executados pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que tem um relevante papel no processo de formulação e execução de programas e projetos voltados para a transformação digital do setor produtivo brasileiro, ficaram mesmo com o MCTIC.

Anterior ISP que cresceu e apareceu. Veja a lista.
Próximos Aneel e Anatel estudam tarifar o uso compartilhado de postes