eBay lança aplicativo de moda para o Brasil


O eBay lança nesta quarta-feira (18) seu aplicativo de moda para celular no Brasil: o eBay Moda. O app, que é o primeiro produto projetado pela empresa norte-americana especificamente para o mercado brasileiro, permite a compra de marcas e produtos globais de uma maneira rápida e fácil. O serviço será disponibilizado inicialmente para usuários de iPhone e iPad, mas em breve estará disponível para outras plataformas.

O projeto é em português, mas com opção de inglês, caso o consumidor prefira, exibe os preços dos produtos em reais e dólares. Os usuários podem ainda personalizar sua página inicial do aplicativo com seus próprios interesses por meio do eBay Feed, como também ter acesso a promoções e ações desenvolvidas especialmente para o Brasil.

“O eBay tem o compromisso de permitir que consumidores possam ter acesso a produtos de moda de diferentes partes do mundo. Agora estamos possibilitando isso aos consumidores brasileiros de uma forma simples e eficiente”, afirma Luis Arjona, chefe de operação do eBay no Brasil. “O aplicativo eBay Moda – projetado especificamente para os compradores brasileiros, proporciona acesso ao catálogo mundial com preços atrativos – a qualquer hora, em qualquer lugar.

Moda é hoje a maior categoria no eBay globalmente, movimentando mais de US$ 3,5 bilhões em GMV (volume de mercadoria bruta) no segundo trimestre de 2013, encerrado no dia 30 de junho. Em 2012, cresceu cerca de 18% se comprado ao mesmo período do ano anterior. Por moda, entende-se roupas, acessórios, joias e produtos de beleza.

De acordo com o eMarketer, as vendas de comércio eletrônico no Brasil devem crescer 15% em 2013 e atingir US$ 13 bilhões. 36% dos usuários de internet no Brasil devem fazer compras pela web neste ano. Já a Euromonitor prevê que, nos próximos quatro anos, até 91% do crescimento de usuários da internet virá dos mercados emergentes e BRICs – um desenvolvimento que possibilita o eBay a crescer globalmente enquanto o mercado evolui.(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Movimento da Telefónica sobre a Telecom Itália não afetaria independência da TIM, afirmam analistas
Próximos Consumidor não consegue comprar decodificador de TV paga no mercado, diz Idec.