E-Consulting: em 2008, mais de 8 milhões de assinantes em banda larga no Brasil.


De acordo com a consultoria, o país terá 4,1 milhões de pessoas conectadas em alta velocidade até o final de 2006, o que representará uma taxa de penetração de 2,3% da população (base de 180 milhões) e de 12,9% dos usuários de internet – nesse caso, a E-Consulting prevê que serão 31,8 milhões de internautas …

De acordo com a consultoria, o país terá 4,1 milhões de pessoas conectadas em alta velocidade até o final de 2006, o que representará uma taxa de penetração de 2,3% da população (base de 180 milhões) e de 12,9% dos usuários de internet – nesse caso, a E-Consulting prevê que serão 31,8 milhões de internautas até o final deste ano.

“Esse percentual supera o do México, mas ainda é menor do que o registrado na Argentina e no Chile. A Coréia do Sul é a líder mundial, com 27% de penetração”, explica Daniel Domeneghetti, coordenador do SRC (Strategy Research Center), um dos três centros de conhecimento da holding ECC, proprietária da E-Consulting.

Segundo Domeneghetti, hoje, o mercado brasileiro de banda larga movimenta US$ 1,3 bilhão, cerca de 75% dos quais ficam com as operadoras, os restantes com os provedores de serviços internet (ISPs).
De acordo com a E-Consulting, o Brasil deve ter 8,3 milhões de usuários conectados em banda larga em 2008, movimentando US$ 2,1 bilhões, entre usuários residenciais e corporativos.

(Fonte: assessoria de imprensa, E-Consulting)

Anterior China tem 426 milhões de usuários móveis
Próximos WiMAX: Anatel decide amanhã sobre pedido de impugnação do leilão