Dois meses depois, HP decide manter divisão de PCs


A HP anunciou nesta sexta-feira (28) que desistiu de separar sua divisão de PCs, dois meses após seu ex-presidente-executivo, Leo Apotheker, afirmar que a companhia estaria estudando a ideia. O anúncio teria custado bilhões de dólares em despesas e negócios perdidos, e Apotheker foi substituído, um mês depois, por Meg Whitman. “A HP avaliou objetivamente …

A HP anunciou nesta sexta-feira (28) que desistiu de separar sua divisão de PCs, dois meses após seu ex-presidente-executivo, Leo Apotheker, afirmar que a companhia estaria estudando a ideia. O anúncio teria custado bilhões de dólares em despesas e negócios perdidos, e Apotheker foi substituído, um mês depois, por Meg Whitman.

“A HP avaliou objetivamente o impacto estratégico, financeiro e operacional da seperação”, disse a nova presidente da empresa, segundo a qual a cisão da unidade de computadores teria custado US$ 1,5 bilhão despesas extraordinárias, e mais US$ 1 bilhão em custos anuais.

A empresa, no entanto, ainda não decidiu o futuro do sistema operacional WebOS, que também estaria sob risco de venda após a HP desistir de fabricar o tablet TouchPad, que usa o software, devido a vendas fracas. “A questão que temos na mesa agora é o que fazer com o software WebOS, e se voltaremos ao mercado com aparelhos WebOS”, disse Whitman. “Obviamente não seria o mesmo aparelho, mas uma versão 2.0”. (Da redação, com agências)

Anterior Samsung ultrapassa Apple em vendas de smartphones
Próximos Bernardo prevê mais investimentos das teles em qualidade