TeleSintese-Pessoas-Greve-Manifestacao-apresentacao-publico-reuniao-coletivo-Fotolia_144818200O Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) publicou nesta terça-feira, 09, o resultado preliminar de suas eleições. Foram escolhidos pelo terceiro setor Thiago Tavares, Percival Henriques, Flávia Lefévre e Tanara Lauschner. Da comunidade científica, os eleitos são Sérgio Amadeu, Marcos Dantas e José Luiz Ribeiro Filho. Os provedores de acesso estarão representados por Eduardo Parajo, e as operadoras, por Eduardo Levy. O setor de TI terá Henrique Faulhaber, e os usuários, Nivaldo Cleto.

Ao todo, participaram 620 eleitores, dos quais 590 apresentaram seus votos. O certame da entidade teve início em maio de 2016, com a inscrição de organizações interessadas em votar. Depois esses grupos indicaram nomes, que puderam ser apoiados de 24 de abril até ontem, 08 de maio.

A lista divulgada hoje ainda pode mudar. De amanhã até 14 de maio o comitê eleitoral responsável pela eleição recebe recursos. A lista definitiva dos escolhidos será divulgada em 15 de maio, se não houver recurso. Ou, havendo, em 18 de maio.

Se confirmada a nova composição, pouco mudará em relação ao ultimo conselho. Sai Carlos Alberto Afonso, do Instituto Nupef, dando lugar a Tanara Lauschner, pelo terceiro setor. Pela academia, saem Flávio Wagner e Lisandro Granville, entram Sérgio Amadeu e José Ribeiro Filho.

As eleições não alteram a composição do governo no CGI, que traz nove representantes vindos do MCTIC, Ministério da Defesa, MDIC, Anatel, Casa Civil, CNPq; e um representate de notório saber, Demi Getschko. Os eleitos ficaram no cargo até maio de 2019.