Divergências sobre o padrão do rádio digital adiam a decisão


O Governo está preocupado com as notícias que estão circulando sobre a existência de uma única tecnologia que poderia ser implementada na digitalização das rádios FMs. A afirmação foi do assessor especial da Casa Civil da Presidência da República, André Barbosa Filho, após participar hoje de audiência pública no Senado. Barbosa está se referindo ao …

O Governo está preocupado com as notícias que estão circulando sobre a existência de uma única tecnologia que poderia ser implementada na digitalização das rádios FMs. A afirmação foi do assessor especial da Casa Civil da Presidência da República, André Barbosa Filho, após participar hoje de audiência pública no Senado.

Barbosa está se referindo ao sistema americano Ibiquity que, segundo Ministério das Comunicações, foi o padrão que melhor se comportou nos testes que foram realizados por diferentes emissoras brasileiras. No entanto, o assessor admitiu que o padrão americano tem problemas e os resultados dos testes não estão sendo eficazes.

O assessor disse que Hélio Costa, ministro das Comunicações, está consciente das preocupações da Casa Civil e formulou uma proposta para uma delegação brasileira visitar os Estados Unidos. Nessa visita, a comitiva do governo brasileira deverá  se reunir com representantes do órgão regulador americano (Federal Communications Commission – FCC), emissoras de rádio e universidades para conhecer melhor o padrão norte-americano. "A Casa Civil está preocupada em não tomar uma decisão de afogadilho", frisou.

Por conta dessa divergência, Barbosa disse que o Governo só vai decidir sobre a escolha do padrão daqui a seis meses. “Não podemos esperar muito, porque o rádio é o único dos veículos de comunicação que ainda não se digitalizou, mas o melhor é fazer essa visita aos Estados Unidos e tomar uma decisão que inclua a Universidade brasileira”, afirmou.

Anterior Empresa de telecomunicações é alvo de operação da PF
Próximos Redução de lucro da Ericsson faz ações despencarem