Digibrás oferece melhor preço no pregão dos kits de telecentros


O Ministério das Comunicações realizou hoje a primeira etapa do pregão eletrônico referente à compra de equipamentos de informática e mobiliário para a implantação de 15 mil telecentros pelos municípios brasileiros. A melhor oferta para equipamentos de informática foi apresentada pela Digibrás, no valor de R$ 191,4 milhões. Para o lote de mobiliário, o melhor …

O Ministério das Comunicações realizou hoje a primeira etapa do pregão eletrônico referente à compra de equipamentos de informática e mobiliário para a implantação de 15 mil telecentros pelos municípios brasileiros. A melhor oferta para equipamentos de informática foi apresentada pela Digibrás, no valor de R$ 191,4 milhões. Para o lote de mobiliário, o melhor lance somou R$ 64,7 milhões. Nos próximos dias, será feita a análise documental das empresas e a validação dos protótipos dos kits.

Segundo o coordenador de Projetos Especiais do Ministério das Comunicações, Carlos Paiva, a melhor oferta para o lote dos equipamentos der informática já representa uma redução de 41% do preço estimado, percentual que pode aumentar na fase de contratação. O Minicom tem 15 dias para analisar e validar os protótipos apresentados pelas empresas. Caso haja conformidade, a próxima fase será a contratação e a distribuição dos serviços.

A modalidade da concorrência para a compra dos equipamentos foi pregão eletrônico com registro de preço e  validade de 12 meses. O governo vai comprar 165 mil computadores, 165 mil estabilizadores, 15 mil impressoras laser, 15 mil projetores multimídia datashow, 15 mil roteadores de internet sem fio, 15 mil câmeras para monitoramento, além de 180 mil mesas, 210 mil cadeiras e 150 mil armários. O projeto faz parte do programa de inclusão digital do governo federal e prevê a implantação de 21 mil telecentros comunitários até o final de 2010.

Anterior Oi reforça a marca na região II e oferece 14 anos de ligações gratuitas
Próximos Teles acham possível conectar 30 milhões de domicílios até 2014