Desoneração com REPNBL custa R$ 85 milhões ao governo em julho


O governo deixou de arrecadar R$ 8,1 bilhões com desonerações em julho deste ano. Em igual período do ano passado, as perdas chegaram a R$ 6,7 bilhões. O maior impacto veio da folha de pagamento, com recuo de R$ 1,6 bilhão ante R$ 963 milhões do ano passado, conforme dados apresentados nesta sexta-feira (22), pela Receita Federal.

No Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações (REPNBL- Redes), a renúncia fiscal ficou em R$ 85 milhões contra os R$ 81 milhões em igual período do ano passado.

De janeiro a julho, o total da renúncia fiscal ficou em R$ 58,8 bilhões devido às desonerações promovidas para estimular o crescimento econômico. Nos sete primeiros meses de 2013, essa queda nas receitas foi menor, totalizando R$ 42,2 bilhões.

No total, o Brasil arrecadou 1,6% menos impostos em julho, totalizando R$ 98,816 bilhões. Além da atividade econômica menos aquecida, o governo atribuiu a redução ao número menor de dias úteis em julho em função da Copa do Mundo.

Anterior Ações das teles fecham em queda após anúncio do leilão de 700 MHz
Próximos Abert quer esclarecer com Anatel o valor de R$ 3,6 bi para limpeza da faixa de 700 MHz