Desafio Algar Telecom de Inovação seleciona startups para escalar projeto


Três startups foram selecionadas para expandir seus negócios após participarem do Desafio Algar Telecom de Inovação, em que precisaram apresentar soluções que ampliassem a competitividade da operação móvel da companhia. Os projetos foram demonstrados a uma banca de avaliadores composta por representantes da Algar Telecom, do Sebrae-MG e da RMI (Rede Mineira de Inovação).

As três empresas foram as finalistas do Desafio e passaram os últimos quatro meses no Brain (centro de inovação fundado pela Algar Telecom em 2017) recebendo mentoria, imersão em metodologias ágeis e desenvolvendo um protótipo considerando os investimentos já existentes em redes e frequências pela Algar.

PUBLICIDADE

Devido aos resultados apresentados durante o Demo Day, no dia 11 de dezembro, todas elas continuarão trabalhando junto com a Algar Telecom, que além de orientação, também oferece a possibilidade de as empresas escalarem seus negócios se transformando em fornecedoras.

As startups selecionadas são:

· Seggu, plataforma colaborativa de seguro para celular, em que os membros pagam uma assinatura mensal;

· Call Now, que automatiza o contato entre clientes e empresas;

· T10 Lab, que propõe uso de uma nova inteligência artificial em bots de canais de atendimento ao cliente.

A partir de janeiro, Call Now e a T10 Lab começarão a escalar e validar seu projeto, enquanto a Seggu continuará trabalhando em um protótipo.

Além de permitir que as participantes desenvolvessem soluções para desafios atuais do setor de telecomunicações, o evento ajuda a fomentar o ecossistema de inovação como um todo, segundo Zaima Milazzo, presidente do Brain.

“Os programas até agora tinham sido estruturados buscando soluções para negócios futuros, então consideramos que nossa iniciativa com inovação aberta ao longo de todo o processo, desde a sensibilização até o protótipo, foi muito bem-sucedida. Conseguimos montar um programa de aceleração interno, cruzando forças que temos na Algar Telecom com outras parcerias”, afirma Zaima. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Conselho diretor da Anatel fará reunião extra sobre valor dos bens reversíveis
Próximos Câmara aprova PL que altera a Lei de Informática