Depois do “Não Me Pertube”, Procon-DF lança o “Me Respeite”


Governo do Distrito Federal embala na onda do combate ao telemarketing agressivo e instala sistema próprio para bloqueio de chamadas indesejadas. Em 16 estados, os Procons também têm serviço de bloqueio.

Quatro dias depois de a Anatel ter lançado o site “Não Me Perturbe”, o Procon-DF mergulhou na onda do combate ao telemarketing agressivo e colocou em operação o “Me Respeite”, um serviço para bloquear chamadas e mensagens de telemarketing pelo site do órgão. O consumidor pode cadastrar até cinco números de telefones fixos e celulares, gratuitamente. É um um serviço mais amplo em relação ao da Anatel porque bloqueia chamadas e mensagens não só das operadoras de telecomunicações como também de bancos, seguros e outros segmentos empresariais.

Outr0s 16 estados também adotam serviços semelhantes que veda ligações não solicitadas. As listas dos Procons de todo o país permitem, também, o pedido de bloqueio de chamadas de outros setores, como bancos, financeiras, funerárias, imobiliárias, entre outros.  Apesar de focar apenas no segmento das teles, o “Não me Perturbe” tem abrangência nacional. A Anatel passou a recomendar que o consumidor mantenha também a inscrição no Procon de seu estado.

Segundo o secretário de Justiça do DF, Gustavo Rocha, a ferramenta vai possibilitar que a vontade do consumidor seja respeitada.
O cadastro do novo serviço só não bloqueia ligações de instituições filantrópicas, organizações de assistência social, educacional ou de saúde sem fins econômicos. Também não vale para bloquear ligações específicas de uma empresa, mas sim para fazer o bloqueio total de recebimento de ligação de telemarketing de empresas em geral. Para solicitar o bloqueio de ligações específicas, o cidadão deve entrar em contato com a empresa responsável. A opção de bloqueio deve estar disponível de modo automático, por atendimento telefônico, e deve cessar as ligações por seis meses.
Anterior TIM e Vivo fazem acordo para compartilhar infra 2G e 4G em cidades pequenas
Próximos Vivo reformula planos pós e controle

2 Comments

  1. 24 de julho de 2019

    Concordo que tem horário para oferecer produtos , mas os bancos os cobradores, deveriam também entrar nessa listagem, nos operadores de Callcenter de vendas, vamos ter muito desemprego. A nossa mídia e exclusivamente no Google, que é caríssimo, quando você vende ainda deixa uma margem, mas 70% são especulações de precos

  2. 13 de agosto de 2019

    É uma ligação fora de hora incomoda até no trabalho não quero mais atender essa ligação