abstrata-internet-app-velocidade-persectivaO Departamento de Comércio dos Estados Unidos voltou a embargar a venda de equipamentos da ZTE no país sob alegação de que a fabricante chinesa teria mentido ao governo em relação à punição dos executivos envolvidos no escândalo do fornecimento de equipamentos de telecomunicações para Irã e Coreia do Norte. A decisão do secretário de comércio Wilbur L. Ross Jr foi anunciada hoje, 16, e o bloqueio pode durar até 2025.

Em sua sentença, Ross diz que a ZTE não tomou as medidas corretivas prometidas, que dos executivos envolvidos apenas um não recebeu bônus relativos ao ano de 2016 e que a fabricante não fez as notificações solicitadas, apesar de o Departamento de Comércio ter reiterado sua demanda.

Por fim, afirma o secretário de comércio: “A ZTE enganou o departamento de comércio. Em vez de punir a equipe da ZTE e a gerência executiva, a ZTE os recompensou. Este comportamento escandaloso não pode ser ignorado.”

O caso que levou à punição da ZTE ocorreu em março de 2017 após ação civil e criminal e que resultou no confisco de US$ 1,19 bilhão da empresa na época. (Com noticiário internacional)