Democratas prometem escrutínio sobre ações de Trump que afetaram AT&T e Amazon


Assim que tomarem posse, em 3 de janeiro, os deputados democratas prometem analisar minuciosamente os atos e gestos de Donald Trump nos últimos anos. Com maioria na câmara baixa, eles prometem investigar se o atual presidente dos Estados Unidos agiu para bloquear a fusão da AT&T com a TimeWarner ou a compra do Washington Post pela Amazon.

A suspeita, dizem, é que o governo Trump não agiu por objetivos sociais ou econômicos ao questionar tais operações. Agiu por motivações políticas, uma vez que o presidente norte-americano declaradamente antagoniza com CNN e o Post, veículos de imprensa críticos a sua gestão.

Em entrevista ao programa Axios, da HBO (canal pertencente à TimeWarner), o democrata Adam Schiff, futuro presidente do comitê de inteligência da Câmara dos EUA, vê indicativos de que Trump abusou dos “instrumentos do poder do Estado”.

Segundo ele, Trump se reuniu às escondidas com o chefe dos correios dos EUA para elevar tarifas apenas da Amazon no que pareceu um “esforço para punir Jeff Bezos [dono da Amazon] e o Washington Post [comprado por Bezos]”.

Schiff também afirmou que faltou clareza sobre o que motivou Trump a questionar a fusão entre AT&T e TimeWarner, dona da CNN. “Não sabem, por exemplo, se o esforço em adiar a fusão se deu por preocupações antitruste ou se foi apenas uma forma de punir a CNN”, acrescentou. (Com noticiário internacional)

Anterior TCU quer empresas de TI repassando ganhos de incentivo fiscal para o governo
Próximos Algar Telecom anuncia novo vice-presidente de Negócios

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *