CVM aprova pedido de reclassificação da TIM S.A. como empresa aberta


A TIM Participações comunicou na noite de ontem, 18, que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), reguladora do mercado de capitais do país, aprovou nesta semana a abertura de capital da TIM S.A, subsidiária da holding TIM Participações – que tem ações negociadas na bolsa – responsável pelas operações de telecomunicações do grupo no Brasil.

O pedido foi feito para enquadramento da TIM S.A. como uma companhia aberta na categoria “A”. Na prática, significa que a empresa poderá emitir ações, se desejar. Quando o pedido de reclassificação da companhia foi entregue à CVM em outubro do ano passado, a TIM Participações afirmou que não pretendia emitir ações. A mesma mensagem é reforçada no comunicado mais recente.

PUBLICIDADE

“A Companhia e a TSA ressaltam que não houve pedido de registro de Oferta de Valores Mobiliários, razão pela qual a presente comunicação não deve ser considerada como anúncio de oferta pública de ações ou outros valores mobiliários pela Companhia ou pela TSA. A única companhia listada em bolsa de valores permanece sendo a TPAR, que detém 100% do capital da TSA”, afirma o comunicado, assinado por Adrian Calaza, diretor financeiro da TIM Participações e da TIM S.A.

Embora a companhia ressalte não haver interesse em abrir o capital no momento, vale lembrar que a TIM, juntamente com a Telefônica, demonstraram interesse na última semana em comprar a unidade de telefonia móvel da Oi. A oferta será feita de forma conjunta, mas ainda não se sabe qual o modelo de partilha do ativo será proposto. A Oi, por sua vez, ressaltou em comunicado que a demonstração do interesse das rivais não significa que o ativo será de fato vendido, mas que há alternativas e oportunidades para a concessionária, que passa por recuperação judicial, explorar.

Anterior Embratel Conecta Home Office é opção para trabalhos remotos
Próximos Proposta de requisitos de segurança em equipamentos de rede entra em consulta